sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Notícias

Atividade física reduz em 30% riscos do câncer de mama

O Instituto Nacional de Câncer (INCA) aponta que são diversos os fatores causadores de câncer de mama, dentro do mês de prevenção ao câncer de mama, o Outubro Rosa, que foi criado em 1990. Segundo o levantamento, entre as causas para a doença, está o sedentarismo, ou seja, a inatividade física. De acordo com os estudos, cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis, como: praticar atividade física, alimentar-se de forma saudável, manter o peso corporal adequado, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, amamentar e evitar uso de hormônios sintéticos, como anticoncepcionais e terapias de reposição hormonal.
O cirurgião oncológico responsável do Hospital de Amor, Dr. André Silveira, reforça que o exercício físico atua na prevenção do câncer de diversas formas. “Os principais fatores que contribuem para esse resultado positivo são: redução da gordura corporal, melhora no sistema imunológico, controle dos níveis de insulina e redução do quadro inflamatório”, explica.
A prevenção do câncer de mama não deve acontecer só em outubro, sendo que mulheres com idade de 40 a 69 anos, devem procurar o posto de saúde mais próximo de sua casa para realizar seu exame de mamografia.
No Brasil, as estimativas de incidência de câncer de mama para o ano de 2020 são de 66.280 casos novos, o que representa 29,7% dos cânceres em mulheres, excetuando-se o câncer de pele não melanoma. Em 2018, ocorreram 17.763 mortes, sendo 17.572 mulheres e 189 homens por câncer de mama no país.

Compartilhe: