Ir para o conteúdo

quarta-feira, 24 de abril de 2024

Notícias

Após quatro meses, período da Piracema terminou

Após quatro meses, o período de Piracema se encerrou nesta quarta-feira (28), sendo liberada a pesca de todas as espécies nativas do Rio Grande.

Ao longo do período de restrição, que começou em novembro de 2023, a Polícia Militar Ambiental realizou diversas fiscalizações para combater crimes contra a Piracema. Conforme a Polícia Militar Ambiental, a prática está liberada, mas mesmo com o fim da Piracema, uma série de regras permanecem.

Desde o início da Piracema até o momento, mais de sete mil pescadores foram fiscalizados nas áreas de pesca das 189 cidades que abrangem a área de cobertura do 4º Batalhão Ambiental. Foram realizadas mais de duas mil horas de navegação pelo policiamento náutico, o que resultou na apreensão de 5.779 redes de pesca armadas pelos rios, o que não é permitido durante a Piracema. 344 autuações às infrações foram geradas, sendo apreendidos mais de cinco mil e quinhentos quilos de peixes.

Com o fim do período de Piracema, volta a ser permitida a pesca de peixes nativos da bacia do Rio Paraná, entre eles Piau-três-pintas, Piapara, Pacu-caranha, Mandi, Traíra, Barbado, Curimbatá, Pintado e Dourado, lembrando que há um tamanho mínimo exigido para a captura de cada espécie nativa.

Compartilhe: