segunda-feira, 13 de julho de 2020

Notícias

APEOESP cogita greve se aulas retornarem sem aval dos especialistas

A Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo anunciou na última semana, que aulas devem retornar na Rede Estadual de Ensino, no dia 8 de setembro, dependendo da situação dos casos do novo coronavírus (Covid-19). Segundo o anúncio, as aulas aconteceriam através de revezamento dos alunos, porém a APEOESP, aguarda parecer da saúde e não descarta até a realização de uma greve no Estado.
Contudo, a APEOESP que é o Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo, demonstrou preocupação com o anúncio do Governo Estadual, se baseando em na opinião de técnicos e especialistas da área da saúde, que afirmam que ainda não é momento de acabar com a quarentena. “Cidades que promoveram um relaxamento na quarentena, estão retornando porque houve um grande aumento de casos de Covid-19 e consequentemente o número de mortes e inclusive em pesquisa do Datafolha 76% da população foi contrária a essa medida. Desta forma, a APEOESP vai nessa linha e não quer colocar em risco a saúde dos professores”, afirmou o professor Dorival Aparecido da Silva, que é diretor estadual e secretário da APEOESP de Barretos.
Segundo o professor Dorival, se houver esse retorno das aulas com o aval dos especialistas da área da saúde, a APEOESP cogita entrar em greve para não colocar em risco os professores e da população. “Contamos com a compreensão de toda a sociedade e bom senso do governo”, afirmou Dorival.

Compartilhe: