sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Notícias

APEOESP aponta falta de protocolos para volta às aulas

Com a expectativa da volta às aulas presenciais no mês de outubro, a APEOESP regional de Barretos, que é o Sindicato dos Professores Estaduais de São Paulo, vem demonstrando preocupação e está fazendo uma campanha de conscientização dos pais. “Nós enquanto sindicato dos professores, temos uma grande preocupação com a saúde dos nossos alunos, professores, funcionários e suas respectivas famílias”, afirmou Ana Cláudia.
De acordo com Ana Cláudia, em entrevista o secretário estadual da educação, informou que a volta às aulas será opcional até o final do ano e o processo pedagógico vai se estender até 2022 para recompensar o aprendizado, então não condiz voltar as aulas nesse momento. “Nós temos que pensar e considero muito sério mantar uma criança a escola nesse momento de pandemia. A APEOESP contratou o Instituto de Arquitetos do Brasil que fez uma análise das estruturas das escolas do Estado de São Paulo e não tiveram os protocolos aprovados para a volta às aulas”, afirmou Ana Cláudia.
Em todo o Estado de São Paulo são 5.209 escolas e todas necessitam de diferente soluções para a volta às aulas, sendo que 11% das escolas não tem pátio, 82% não tem mais de dois sanitários para uso dos estudantes e os bebedouros de água não são automáticos, além da falta de funcionários para fazer higienização a cada 2 horas.

Compartilhe: