Ir para o conteúdo

sexta-feira, 14 de junho de 2024

Notícias

Ajudante geral é preso vendendo maconha em Severínia

Policiais Militares da cidade de Severínia, cabos Vicentini e Alessi, prenderam pelo crime de tráfico de drogas o ajudante geral, P.H.M., 21 anos, sendo apreendidos dinheiro, celular e maconha.

Relataram os policiais que durante patrulhamento próximo à entrada da cidade, eles receberam a informação de um Guarda Civil Municipal, que se encontrava pela base da        GCM, de que havia um indivíduo praticando o tráfico de drogas e que havia um veículo VW/Gol, branco, parado em uma esquina da Rua Capitão Augusto de Almeida, e que o motorista não havia descido do carro e nem desligado o veículo, sendo visualizado o momento em que o suspeito entregou algo a ele e depois retornou para a sua casa.

Os policiais então se dirigiram até o endereço fornecido pelo GCM e conseguiram abordar o motorista do carro na via pública, que ao ser indagado, respondeu que havia ido comprar uma porção de maconha do suspeito e ele pagou, via Pix, o valor de R$50,00 pela maconha, mostrando de livre e espontânea vontade as mensagens entre ele e o suspeito, relacionadas aos trâmites da compra, além do comprovante do pagamento, sendo a maconha encontrada no console da porta do motorista.

Com o apoio da Força Tática e da GCM, Os policiais foram até a residência do suspeito e foram recebidos por uma mulher e pelo suspeito, que observaram a chegada das equipes através de câmeras instaladas em toda a residência.

Após várias ordens para que o homem colocasse a mão na cabeça e largasse o celular, os policiais tiveram que ser enérgicos para que fossem realizados os devidos procedimentos e garantir a segurança da equipe.

Em busca domiciliar nada de ilícito foi localizado na residência, somente a quantia de R$150,00, que estava dentro da capa do celular do indiciado e o tempo todo o casal ficava tentando intimidar as equipes policiais com os dizeres: “Tem várias câmeras aqui, tá tudo filmado, estamos gravando tudo”.

Ocorre que os policiais sabiam que como o indiciado agia e então foi feita busca na residência ao lado, a qual se encontra desocupada e ali foram encontradas uma balança digital, várias embalagens utilizadas para embalar os entorpecentes, sendo tudo apreendido e apresentado na delegacia junto com o indiciado e testemunhas.

Diante de todas as provas, o homem teve sua prisão ratificada e foi levado para a cadeia da cidade de Colina, onde permaneceu preso.

Compartilhe: