sábado, 28 de novembro de 2020

Notícias

Adolescente com passagem por Fundação Casa volta a ser detido por tráfico de drogas

Um adolescente de 17 anos e que foi identificado como A..M.F., morador no bairro Nogueira, foi apresentado na delegacia pelos Policiais Militares, sargento Lopes e cabos Domingues e Rodrigo, que também apresentaram pinos com cocaína e dinheiro.
Informaram os policiais que por volta das 21h22 horas, eles estavam em patrulhamento pelo Condomínio Murano, bairro Luís Spina, com intuito de cumprir Mandados de Prisão, quando SE depararam com o adolescente infrator, que já é pessoa conhecida nos meios policiais por envolvimento com o tráfico de drogas, no estacionamento do Condomínio, fazendo contanto com outro indivíduo, que não foi identificado.
Foi possível observar que o indiciado estava passando algo para esse indivíduo, estando ele com uma sacola plástica, de cor branca na mão, mas assim que eles perceberam a aproximação da viatura, empreenderam fuga, sendo o adolescente acompanhado pelos policiais.
O menor correu levando a sacola em sua mão, tomando direção a escada do Bloco 2, tendo ele subido a escada e depois caído, mas em seguida ele se levantou e adentrou a um dos apartamentos.
Os policiais também adentraram ao imóvel e neste momento o menor jogou a sacola pela janela, sendo abordado e revistado, sendo encontrada em sua posse somente uma nota de R$100,00.
Ao ser indagado sobre a procedência do dinheiro o adolescente nada falou, tendo ele também permanecido quieto sobre o que teria jogado pela janela.
A moradora do apartamento, uma mulher que não compareceu ao plantão policial porque estava com uma criança e não tinha com quem deixar, sendo ela também conhecida nos meios policiais e cumprindo prisão domiciliar, disse aos policiais que não conhecia o menor.
Ao verificarem do lado de fora do apartamento, os policiais encontraram a sacola plástica dispensada, e ao verificarem seu interior, foram encontrados 27 ependorfs contendo cocaína, e sobre isso o menor disse apenas que não lhe pertencia.
Foi dada a ele voz de apreensão e na delegacia, na presença de seu pai, o menor relatou que não trabalha, porém, estuda e já foi apreendido por duas vezes, ambas por tráfico de drogas e ficou internado na Fundação Casa na cidade de Araraquara, e desta vez ele pelo local quando viu vários “moleques” correndo, então subiu devagar as escadas, adentrou ao apartamento de uma amiga, colocou comida no prato e então chegaram os policiais, que o abordaram e o levaram até a delegacia, afirmando que o dinheiro ele recebeu de sua mãe e negou que estivesse vendendo drogas.
Ao final, foi deliberado pelo delegado que o menor fosse levado para a cadeia da cidade de Colina, sendo a droga e o dinheiro, apreendidos.

Compartilhe: