quinta-feira, 02 de julho de 2020

Notícias

“80% do setor de hotéis, bares e restaurantes foram atingidos pela pandemia”, afirma sindicalista

Com 2 meses em vigor, o setor de hotéis, bares e restaurantes, é uma das áreas mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), com 80% da mão de obra, impossibilitada de exercer as suas atividades devido as medidas de isolamento. Em Barretos são 1.000 profissionais atuando na área. Segundo o sindicalista, Ivair José de Oliveira, o setor de hotelaria, bares, restaurantes e lanchonetes vive uma situação caótica com 80% de paralisação, incluindo os estabelecimentos, buffet e a rede hoteleira, que absorvem mais de 1.500 profissionais em 12 cidades da região. “Os restaurantes, por exemplo, estão abertos parcialmente, servindo apenas em delivery ou atendimento no balcão, mas esse movimento não representa 20% do faturamento da empresa. Diante dessa realidade, tivemos muitas dispensas, cerca de 60% de suspensão de contrato por até 60 dias e redução de carga horária de 25%, 50% e 70% em alguns casos”, explicou Ivair.
De acordo com o Ivair, a categoria aguarda a decisão dos decretos e as definições das autoridades da saúde, para ver como será a volta. “Como nosso setor foi um dos mais atingidos, existe proposta de prorrogação deste período de suspensão de contrato e redução de carga horária no mês de junho”, explicou Ivair.
O sindicalista, que todos os setores vivem um momento de incerteza, com previsão de melhoria na rede hoteleira a partir de setembro.

Compartilhe: