Ir para o conteúdo

segunda-feira, 04 de março de 2024

Artigos

São Francisco de Sales, padroeiro dos escritores e dos jornalistas

No último dia 28 de dezembro o papa Francisco publicou a Carta Apostólica “Totum amoris est” – “Tudo pertence ao amor”, porque naquele dia se completaram 400 anos da morte de São Francisco de Sales (1622), aos 55 anos, em Lyon, França. A celebração litúrgica deste santo bispo de Genebra, e Doutor da Igreja, se realiza nos dias 24 de janeiro, pois foi neste dia, em 1623, que seus restos mortais foram transferidos para Annecy, sua cidade natal. Dentre os vários atos de seu frutífero ministério, foi cofundador da Ordem da Visitação com sua amiga Santa Joana Francisca de Chantal, as Visitandinas, justamente em Annecy.
O papa Pio XI, em 1923, o proclamou patrono dos escritores e jornalistas porque, além de um exímio orador, ele fazia amplo uso de folhetos que produzia e os distribuía a todos, em seus esforços de evangelização. Também criou uma língua de sinais para conseguir se comunicar com pessoas surdas e, por isso, também é considerado seu patrono.
Escrevia muito. Dentre milhares de cartas e folhetos, duas obras se destacam: “Introdução à Vida Devota”, pela qual se dirige especialmente a leigos, incentivando-os a desenvolver uma vida espiritual mais aprimorada; e a outra, uma obra mística, “Tratado sobre o Amor de Deus”, é aliás tema que o papa Francisco desenvolve com sabedoria na Carta Apostólica acima referida. Por extensão, assim, São Francisco de Sales também é patrono dos educadores e da imprensa católica.
São Francisco, em seu século (XVII) enfrentou também problemas e perseguições extremas contra a Igreja, devido a uma verdadeira mudança de época. Na Carta, o papa assim se expressa sobre a tenacidade de São Francisco de Sales na evangelização, com tantas dificuldades na vida diária concreta : “Ele mesmo confessa nunca ter imaginado reconhecer nisso uma oportunidade para o anúncio do Evangelho. A Palavra, que tinha amado desde a sua juventude, era capaz de abrir caminhos, desvendando novos e imprevisíveis horizontes, em um mundo em rápida transição”.
Por isso, São Francisco de Sales é ainda um grande exemplo para todos nós.

Compartilhe: