sábado, 14 de dezembro de 2019

Notícias

Prefeitura diz que Judiciário não deve interferir na decisão de prioridades do Executivo

Em relação à liminar que determina o repasse de verbas da Prefeitura para o SAAE pagar o serviço de coleta de lixo, sob pena de multa à pessoa física do prefeito Guilherme, a Prefeitura informou que assim que for comunicada oficialmente, recorrerá da decisão, pois entende que “o judiciário não deve interferir na decisão de prioridades do executivo, pois o cumprimento da decisão liminar, certamente, interferiria na continuidade de serviços públicos essenciais”.

Compartilhe: