quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Notícias

Motorista tem caminhão e carga roubados na Rodovia dos Bandeirantes e caso é registrado em Barretos

O motorista Mauro Faustino do Carmo, 63 anos, morador em Acreúna, interior de Goiás, esteve no Plantão Policial de Barretos, e relatou que trabalha para uma empresa de transportes com sede na cidade de Goiânia, e no dia 04 de julho ele estava na cidade de Guarulhos, grande São Paulo, quando pegou uma carga de produtos químicos, em um caminhão Scania, avaliada em R$144 .227.50, com destino a cidade de Goiânia.
Durante o trajeto pela Rodovia Bandeirantes, mais precisamente no KM 26, o caminhão Scania foi interceptado por um caminhão 3/4, que bateu no retrovisor da Scania, obrigando-o a jogar a carreta para o acostamento, sendo fechado por uma outra carreta, não tendo como se desvencilhar, e neste momento, dois indivíduos encapuzados e armados desceram do caminhão 3/4 e anunciaram o assalto, determinando que o motorista descesse da Scania e entrasse no caminhão 3/4, onde ali eles lhe taparam a visão como a própria toca que o motorista fazia uso. Já dentro do caminhão 3/4, antes de passar pelo primeiro pedágio, o motorista percebeu que o veículo efetuou o retorno e trafegou por muito tempo, e em um local escuro ele foi levado para outro veículo, permanecendo o tempo todo com os olhos vendados.
Neste outro carro em movimento, a vítima percebeu que trafegou por um bom tempo, sendo levado para o interior de uma casa, onde lá chegando, retiraram a toca de seus olhos, e ele viu que se tratava de um “Predinho” de um andar, com piso branco, cuja garagem estava escura.
O motorista foi levado para o andar superior onde permaneceu em um quarto escuro, não sofrendo violência física dentro do quarto e também não foi amordaçado, permanecendo dentro do imóvel das 3 horas até as 11 horas, quando novamente foi obrigado a baixar a toca que cobria sua visão e foi levado para dentro de um veículo, onde ficou deitado no banco traseiro enquanto o carro se movimentava e quando chegou na Rodovia Aírton Sena, KM 41, sentido interior, os ladrões lhe soltaram.
Ele então caminhou por cerca de 15 minutos pela rodovia, sentido São Paulo, quando encontrou rapaz de bicicleta, oportunidade em que pediu socorro fazendo uso do celular dele, ligando para seu gerente que mandou um taxi para lhe buscar, sendo comunicada a Policia Militar, que o orientou a procurar a delegacia mais próxima para registrar a ocorrência.
Acontece que na delegacia do Parque Novo Mundo, em São Paulo, o motorista foi informado que o sistema estava inoperante, não sendo feito o registro do roubo.
Como o motorista, que além do caminhão e carga, também teve furtados seus documentos, roupas, carta frete, dinheiro e celular, teria que voltar a Goiânia, ele deixou para registar ocorrência policial naquela cidade, mas também não conseguiu porque o roubo não foi naquele estado.
Vítima e seu patrão também tentaram registrar a ocorrência de forma eletrônica, porém, também não conseguiram, pois tiveram solicitação indeferida.
No dia 05 de julho, a carreta com a carga foi localizada na Rua Werner Battenfeld, bairro Jaguaré em São Paulo, por um funcionário de um moinho, o qual disse que a carreta estava estacionada naquele local e como a carreta é adesivada, ele ligou para o patrão da vítima, que providenciou um funcionário com o caminhão da empresa e buscou a carreta contendo a carga.
Como a ocorrência teria que ser registrada no estado de São Paulo, vítima e representante da empresa, vieram a Barretos, para registrar a ocorrência.

Compartilhe: