quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Notícias

Instituto de Previdência precisa de “medidas drásticas”, diz Guilherme

Em mais de uma hora de depoimento ontem à CPI do Instituto, o Prefeito Guilherme Ávila afirmou que se não forem tomadas medidas drásticas, não tem como solucionar a crise financeira do órgão.
“Quando o Instituto foi criado, eram poucos aposentados. Sobrava dinheiro em caixa. Hoje, se somar todas as contribuições, dos servidores e da parte patronal, mais os aportes que estamos fazendo, não dá para pagar a folha de pagamento do Instituto”, considerou o prefeito.
Para o prefeito, a solução é com projetos a longo prazo, principalmente com o aumento das alíquotas de contribuição. “Entretanto, é preciso ter coragem para tomar medidas impopulares, mas que são necessárias para garantir a aposentadoria dos servidores municipais”, afirmou o prefeito.
A CPI tem prazo para concluir os trabalhos até o próximo dia 15, quando deverá ser apresentado um relatório.

Compartilhe: