quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Notícias

Guilherme critica vereadores por retirada de urgência no projeto que cria a Guarda Municipal

O prefeito Guilherme Ávila criticou ontem o posicionamento dos vereadores que votaram a favor da retirada do regime de urgência de votação do projeto que cria a Guarda Municipal de Barretos. Com a retirada da urgência, o projeto segue os trâmites normais e pode demorar até 45 dias para ser analisado pelas comissões permanentes e ter sua votação somente no próximo ano, dada a possibilidade de pedidos de vistas e adiamento que poderão ser apresentados pelos vereadores.
“Todos os detalhes, inclusive o impacto financeiro, está no projeto. Eu não entendo a posição dos vereadores, que participam da entrevista coletiva no lançamento do projeto, aplaudem, falam que são a favor e na hora de votar, fazem diferente”, afirmou o prefeito Guilherme.
Se o projeto não for aprovado, que cada vereador assuma suas responsabilidades perante a população. Eu não entendo a intenção de cada um. No mínimo, boa não é”, finalizou o prefeito Guilherme.
VEREADORES
Dez vereadores votaram a favor da retirada da urgência na votação do projeto. Eles defendem a necessidade de melhor estudo e questionam qual será o impacto financeiro nas contas da Prefeitura, com a contratação dos servidores que vão ocupar os cargos criados com o projeto.
Para o prefeito, todos os questionamentos estão bem explicados no projeto que foi enviado, criticando a decisão da maioria dos vereadores.

Compartilhe: