terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Notícias

Cotado para ser ministro de Bolsonaro, Henrique Prata diz que aceitará o convite

Em matéria publicada no site do Jornal Valor Econômico, o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, cotado para ser ministro da Saúde caso Bolsonaro se eleja presidente do Brasil, disse que aceitará o convite e que está sendo preparado por Deus para transformar a saúde pública do país.
“Se Deus permitir que eu ponha a mão nisso [ministério], eu viro do avesso. Não vai sobrar pedra sobre pedra. Não é tirar sujeira debaixo do tapete, é virar do avesso, é mostrar a raiz”, disse Prata.
Ainda ao Valor, o presidente do hospital barretense disse que antes de entrar na vida pública pretende “acertar sua vida pessoal”. Fazendeiro e pecuarista, afirma que está transformado seus bens em uma “holding familiar”, com seus três filhos como sócios. A ideia é preservar o patrimônio, conquistado desde que começou a trabalhar, aos 11 anos de idade. Até novembro, diz, deve terminar o processo
“Deus está me preparando para virar essa história nojenta do país, da corrupção na saúde pública”, afirma. “Hoje a saúde pública é muito desonesta, porque quanto pior, melhor para o setor privado”, diz Prata em um dos trechos da entrevista concedida ao jornal Valor.

Compartilhe: