domingo, 18 de novembro de 2018

Notícias

Acompanhamento dos beneficiários na área da saúde ainda é baixo no município, aponta ministério

Na área da Saúde, 1.734 famílias barretenses beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF) foram acompanhadas no último semestre. As famílias que devem ser acompanhadas na saúde são aquelas que possuem crianças de até 7 anos e/ou mulheres gestantes. O município conseguiu acompanhar 1.074 famílias, o que corresponde a um acompanhamento de 61,94%, já a média nacional de acompanhamento na saúde é de 72,76%. O relatório foi divulgado pelo ministério do Desenvolvimento Social (MDS) na sexta-feira (6).
‘Assim, o município possui um acompanhamento da agenda de saúde baixo. Para melhorar essa situação, o gestor municipal do PBF deve conhecer e se articular com o coordenador municipal do PBF na Saúde, que é o responsável técnico por esse acompanhamento na Secretaria Municipal de Saúde’, aponta o relatório do ministério.
As famílias que descumprem as condicionalidades podem sofrer efeitos gradativos, que variam desde uma advertência, passando pelo bloqueio e suspensão do benefício quando o descumprimento é reiterado, até seu cancelamento em casos específicos. Esses efeitos são considerados sinalizadores de possíveis vulnerabilidades das famílias, pois demonstram que elas não estão exercendo seus direitos sociais básicos à saúde e à educação, determinando a priorização dessas famílias no Acompanhamento Familiar realizado pelas equipes da Assistência Social no município.
O município apresenta 116 famílias em fase de suspensão no período acompanhado (setembro de 2017). Dessas, 110 famílias apresentam registro de Acompanhamento Familiar no Sistema de Condicionalidades do PBF (Sicon). Esse registro é necessário para que estas famílias não deixem de receber os recursos do Bolsa Família, se for o caso.

Compartilhe: