domingo, 17 de novembro de 2019

Notícias

39% das mortes por infarto em Barretos no ano passado ocorreram durante o inverno

De acordo a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP), os casos de infarto e outras doenças do coração podem aumentar com as baixas temperaturas, principalmente entre os idosos, cardiopatas e pessoas que ficam expostas ao tempo, como os moradores de rua. A estação começou no último dia 21 e se estende até 23 de setembro.
Em artigo publicado neste domingo (23), no ‘JBR’, a cardiologista Dra. Daniele Rezek alerta que além das doenças comuns nessa época, como gripes e resfriados, as doenças do coração também têm uma grande ocorrência. Estudos apontam que há um aumento de 30% na incidência de infarto e de 20% de AVC quando comparados com outras estações.
Relatório disponibilizado pelo ministério da Saúde aponta que 39% das mortes por infarto em Barretos no ano passado ocorreram durante o inverno.
Segundo o ministério, entre janeiro e dezembro de 2018, 21 barretenses faleceram nos hospitais públicos por causa de infarto. Só no período do inverno, foram 8 registros. Também no ano passado, 156 internações foram autorizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento da doença, das quais 58, ou 37,2% ocorreram durante o inverno.
O levantamento também aponta que durante todo o ano passado, ocorreram 10 internações para tratamento do AVC, sendo que 8 (80%) foram durante o inverno. O único óbito registrado no município em 2018 ocorreu entre os meses de junho e setembro.
Nos primeiros quatro meses deste ano, o SUS autorizou 20 internações de pacientes barretenses vítimas de infarto, porém, sem registro de mortes. Não houve registro de pacientes vítimas de AVC.

Compartilhe: