quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Artigos

VOCACIONAL

Bom Dia Barretos.

Recebi de uma amiga, fotos do estado em que se encontra o prédio da antiga escola estadual Embaixador Macedo Soares, o Vocacional, e seu desabafo com o descaso. Lamentável, o que fizeram com o Vocacional. O Embaixador Macedo Soares, jurista e historiador, que foi Ministro da Justiça de Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek, além de Ministro das Relações Exteriores de Nereu Ramos, deve estar revirando no túmulo com tanto descaso.
Parece que tudo que cai nas mãos da Prefeitura de Barretos, ou melhor, em suas garras, acaba num desastre. Foi assim com o nosso aeroporto e com o Recinto Paulo de Lima Correa. O Vocacional foi um marco na história da educação paulista e Barretos foi agraciada com um dos cinco prédios construídos totalmente em concreto armado, e dotado de um método educacional revolucionário para a época.
Tempos atrás, quando ainda funcionava como escola, o prédio foi interditado pela prefeitura, que alegava estar afundando. Rebatemos pelos microfones da Rádio Jornal, dizendo que era não verídica a informação, e o que ocorria era apenas afundamento no piso da cozinha por quebra de tubulação de esgoto, ocasionando pequena erosão, que poderia ser reparada em uma semana de trabalho.
Era Deputado Estadual na época, fomos à Secretaria da Educação levando laudo contraditório, porém, o município insistia de que o prédio estava afundando. O tempo passou e confirmou que estávamos certo. Posteriormente, o município assumiu o prédio e infelizmente, mais uma vez, o imóvel que veio de graça, do estado para o município, foi relegado a um segundo plano.
Preferiram alugar o prédio que era da CPFL por mais de 50 mil reais por mês, para lá instalar precariamente a prefeitura, do que utilizar o prédio do Vocacional que já estava em posse do município, sem necessidade de pagar aluguel. Pior ainda, deixaram-no deteriorar com o passar do tempo até que para lá levaram a Secretaria da Saúde, e mais dois ou três serviços.
Pois bem, acho que não preciso dizer mais nada. Se o prédio onde se encontra instalada a Secretaria da Saúde e a Vigilância está nessas condições o que dizer dos demais. Dizem que não aproveitaram melhor o prédio, porque suas instalações elétricas e hidráulicas estavam ultrapassadas. Como todas as paredes são de concreto, novas instalações elétricas e hidráulicas, poderiam ser feitas, descendo-as rente às paredes que depois seriam revestidas sanando o problema e dando um ar de modernidade.
E, em sendo necessárias novas salas, poderiam brotar de simples divisão por drywall. Tive que concordar com minha amiga, lamentavelmente aqui em Barretos a administração pública despreza as soluções criativas e econômicas, trocando-as por outras dispendiosas e que nem sempre atendem aos interesses maiores do município. Só para ilustrar e relembrar, repasso as fotos que recebi, constatando o estado de abandono do imóvel. Pena!

BOM DIA BARRETOS.

Compartilhe: