quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Artigos

VALORIZAR A CULTURA BRASILEIRA

A cultura brasileira e uma das mais pujantes e criativas do mundo, porque aqui – como bem observou Gilberto Freyre – a miscigenação contou a nosso favor. Mesmo assim, com muitas lutas é que foi possível superar as barreiras de preconceitos e até mesmo do racismo, não tão intenso com em outros países. A convergência de raças e povos permitiu uma cultura plural e original, agregadora. Por isso não faz sentido a atual polarização ideológica que vivemos, no momento. Daí a crise cada vez mais evidente no campo da Educação e Cultura, em nosso País. Tudo isso ocorre porque muitos dos que ocupam hoje os altos postos de comando, no governo, parece desconhecer a vitalidade e diversidade da nossa cultura. Daí os embates atuais que estamos acompanhando.
O que esperar então da atriz Regina Duarte, confirmada como a nova Secretária da Cultura do governo Bolsonaro? Que ela realmente mostre ser capaz de compreender o valor e a riqueza da nossa cultura, dialogando com todos, para buscar uma “pacificação com a classe artística”, que não seja a imposição de uma visão ideológica única. Se houve a justa crítica da hegemonia cultural de esquerda, dominando imprensa, universidades e tudo mais, o que não podemos aceitar que se busque – com os mesmos métodos da esquerda, uma hegemonia cultural de direita, porque isso é reduzir o universo cultural e político, a um engessamento nada promissor. por isso é preciso haver diálogo e abertura, sem que se fique refém da camisa-de-força ideológica.
O governo pode defender princípios e valores, mas não impô-los, pois vivemos numa democracia, que requer saber trabalhar com as diferenças e a diversidade. Por isso esperamos que haja menos hostilidade e mais disposição a compreender o sentido da nossa cultura, para que possamos ver iniciativas de fomento à cultura, que favoreça os grandes talentos brasileiros, em todas as partes do País. O Brasil tem muito a oferecer ao mundo, e só conseguiremos alcançar melhores condições, se soubermos fazer jus à nossa tradição acolhedora e convergente do que há de melhor em todas as culturas.

ValmorBolan é Doutor em
Sociologia. Professor da Unisa.

Compartilhe: