quinta-feira, 20 de junho de 2019

Artigos

UM SEMESTRE

Bom Dia Barretos. Estamos iniciando junho e contabilizando um semestre perdido, para o desenvolvimento de nossa cidade. O pesadelo que estamos vivendo parece que não tem fim. Ainda agora, a empresa contratada pela prefeitura para gerir a UPA, faz publicar na imprensa, como matéria paga, um relatório deveras inimaginável, para uma administração que recebe vultosas verbas governamentais, para aplicar na saúde, além de ser obrigada, por força de lei, aplicar um percentual de sua arrecadação.
Alega a empresa, que foi contratada pela administração municipal, para gerir a UPA, por R$ 989.509,26 [novecentos e oitenta e nove mil, quinhentos e nove reais e vinte e seis centavos], por mês, em 11 de novembro de 2.015, e que teve o valor reduzido para R$ 747.110,11 [setecentos e quarenta e sete mil, cento de dez reais e onze centavos], em 8 de julho de 2.016.
Estranho, como pode uma licitação ter seu valor reduzido para o mesmo serviço? Então, a primeira pergunta que vem à mente é: o valor era superfaturado e depois corrigido, ou tem algo mais grave a ser esclarecido.
Diz mais o relatório publicado, que o município deve à organização R$ 3.583.386,00 [três milhões, quinhentos e oitenta e três mil, trezentos e oitenta e seis reais], referentes ao exercício de 2.017, e R$ 2.586.184,00 [dois milhões, quinhentos e oitenta e seis mil, cento e oitenta e quatro reais ] referente ao exercício de 2.018, totalizando R$ 6.169.570,00 [ seis milhões, cento e sessenta e nove mil, quinhentos e setenta reais].
Poderia a empresa ou a prefeitura explicar do que é essa dívida? Dito isso, é lógico vir a seguinte pergunta: se tudo isso é real, por que a empresa está participando do novo edital com valor menor que o primeiro? Por que aceitou repactuar por 6 meses o contrato vencido e aditamento do contrato por mais 50 dias com preços menores que os da licitação? Por acaso, os preços da licitação estavam exagerados?
São perguntas que não querem calar!!! Tudo muito estranho, e por que será que os nobres vereadores, não analisam o que está verdadeiramente acontecendo? Por que não pedem uma análise contábil comparando o que a empresa recebe como contrapartida aos serviços prestados? Por acaso, existia algum acerto, e que por algum motivo foi rompido? Será que Barretos vai ser obrigada a arcar com mais essa dívida, que virá fortificada por juros e correção monetária? Nossa cidade e nosso povo não merecem a desordem administrativa que estamos vivendo. Por isso, não admirei a informação dada em audiência pública pelo município, de que o déficit financeiro é de 228 milhões de reais.
Bem, meus irmãos, tenho reiteradamente perguntado: “Para onde está indo o dinheiro de Barretos”, bem, agora com as denúncias, e informações que chegam, podemos imaginar para onde está indo o dinheiro de Barretos. QUE PENA!
BOM DIA BARRETOS.

Compartilhe: