domingo, 17 de fevereiro de 2019

Artigos

Responsáveis e não justificadores

Ao tentarmos definir e compreender a ação de Deus em nós, e seus julgamentos sobre nossos erros, falhas e limitações, podemos chegar a uma possível conclusão de que Deus é misericórdiae, por assim ser, Ele deve compreender todas as nossas fraquezas humanas. Porém, ao olharmos para a nossa realidade, perceberemos que existem casos em que a nossa consciência, a responsabilidade e a liberdade de escolha poderiam nos salvar de muitos erros e tropeços que são frutos de nossa desobediência e rebeldia.
Sabemos que ser responsável significa reconhecer e defender a própria dignidade e respeitar a dignidade dos outros, ou seja, não se esquecer de que toda criatura humana tem a mesma dignidade, sem distinção de raça ou de condição social, e que nossas atitudes e escolhas influenciam totalmente em nosso modo de viver e agir e como consequência na vida de quem nos rodeia.
Ao reconhecermos que Deus é misericordioso, devemos reconhecer também que Ele nos fez livres e nos edificou de sabedoria e graça para sermos responsáveis e trabalharmos para a edificação e o bem de todas as pessoas, pois nós fazemos parte da construção do Reino de Deus que nos inspira a transformar este nosso mundo em um jardim, onde cada um encontra o seu lugar para morar e assim colaborar para que todos tenham o necessário para viver em paz e ser feliz.
Desta forma, perceber e reconhecer Deus como um Pai misericordioso significa perceber que Ele não desiste de nós, que nos cumula de sabedoria todos os dias e, assim, se a usamos e a colocamos em prática seremos também misericordiosos na certeza de assumir a nossa missão sem julgamentos, pois sabemos que seremos felizes na medida em que termos a certeza de que estamos cumprindo o nosso dever e a nossa missão.
Assim, Deus deve esperar de nós que sejamos responsáveis, conscientes e audaciosos por um mundo melhor, e não “seres de justificativas”, pois Ele nos confiou o dom da vida e, portanto, é preciso saber viver e valorizar cada momento vivido com responsabilidade
Daniel Canevarollo
Seminarista

Compartilhe: