quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Artigos

Quero fazer uma pequena homenagem, mas que diz tudo, pelo “Dia dos Namorados” – Namoro: “Amor e Cumplicidade”

O amor nasceu com a existência de Deus. Aos poucos se expandiu como uma praga bem vinda que contagia a todos que dela se aproxima.
Digo e repito: gosto de escrever sobre temas bonitos e o mais bonito de todos é sem dúvida o sentimento do amor em todas as suas formas e intensidade.
Quando duas pessoas se aproximam é sinal que algo as impulsionou. No dia 12 de junho se comemora o Dia dos Namorados; uma palavra simples que contem tantos sentimentos: cumplicidade, simpatia,amizade, alegria,amor, etc.
O amor provoca uma química no cérebro e faz com que as pessoas se sintam realizadas e felizes, tenham auto estima e passem a enxergar o mundo de uma maneira positiva, com mais colorido e com mais alegria, enfim sentem-se com mais energia para tudo, como se faltasse o outro para se completarem. Por isso, Deus criou o homem e em seguida a mulher.
Por amor tudo é válido e por ele, enfiamos a mão no fogo da paixão. Por ele se transpõe obstáculos por mais difíceis que sejam e por ele também a gente sofre, ri e se anula. O amor só contém sentimentos positivos: sabe perdoar, esquecer, esperar, se doar, se sacrificar, sem nunca se revoltar. Só quem muito amou na vida sabe compreender essas coisas. O amor não se restringe apenas a um homem e uma mulher, embora essa forma de amor seja mais completa. O amor abrange tudo. De pais para filhos e vice versa; amor pelo próximo, pela profissão, por uma religião, por instituições em que se acredita, por sonhos inacabados, pela humanidade, por esperanças que queremos. Enfim, o amor é tudo na vida e não pode ter discriminações. É o sentimento mais puro e completo que Deus criou e nos ensinou a praticar, por isso é divino. Só não ama quem não vive. E não existe somentena espécie humana, mas também entre todas as espécies de animais. A violência e o ódio são a negação do amor. Lamentavelmente essa parte negativa da vida também existe e está tão presente nos nossos dias. As pessoas que cultivam esses sentimentos estão mortas por dentro. Mas como a parte positiva da vida que é o amor, a amizade, a compreensão, o carinho e a esperançatambém existem, preferi falar desta parte. As pessoas que sabem amar são felizese alegrese tornam as pessoas que as rodeiam também felizes. O amor não se aprende, cultiva-se na alma, é nato e se espalha pelo mundo.
Espero que esta data do “Dia dosNamorados” torne as pessoas que estão nesta situação muito felizes e realizadas.
Um beijo enorme para a humanidade e tudo que a rodeia.

Maria Aparecida Junqueira Nogueira Franco
Py Junqueira – Poetisa, cronista, escritora e produtora rural.

Compartilhe: