quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Artigos

Os perigos da diabetes para o coração

Olá!

Entre todos os fatores que atingem o coração, o diabetes é um deles. 

É uma doença crônica que se caracteriza pela incapacidade de produzir insulina – hormônio essencial para o controle do açúcar – ou por uma disfunção que não permite ao organismo usar a substância de uma maneira adequada e causar um desequilíbrio nos níveis de açúcar no sangue. 

Segundo a Sociedade Brasileira de Diabetes, cerca de 13 milhões de brasileiros sofrem com Diabetes Mellitus. Apesar de existirem dois tipos, o tipo 2 está relacionado a 90% dos casos diagnosticados. Enquanto o tipo 1 consiste num defeito imunológico genético que reduz a produção de insulina pelo pâncreas e é diagnosticado principalmente durante a infância e adolescência, o tipo 2 costuma estar relacionado a maus hábitos de vida, como excesso de peso e sedentarismo, apesar de também se associar ao histórico familiar. 

Mas por que a diabetes aumenta as chances das doenças cardiovasculares? O descontrole nos níveis de açúcar juntamente com a incapacidade de produzir e usar a insulina, gera um estado de inflamação. Esse quadro favorece o surgimento de placas de gorduras, aumento do colesterol ruim e outras substâncias nas paredes das artérias, restringindo o fluxo sanguíneo. 

A insulina, por outro lado, é responsável por dilatar as artérias. E a sua ausência no organismo causa uma deficiência nesse relaxamento, o que aumenta a pressão nos vasos. Como o diabetes tipo 2 está ligado a obesidade, cuja consequência é o acúmulo de excesso de gorduras no corpo, as chances para o surgimento das doenças cardiovasculares são altíssimas. Segundo estudos, cerca de 80% dos pacientes com diabetes tipo 2 morrem em decorrência desse tipo de complicação. 

Embora não tenha cura, a diabetes pode ser tratado e controlado. Adotar hábitos de vida mais saudáveis e recorrer a medicamentos que auxiliam no controle do açúcar no sangue. 

Compartilhe: