terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018

Artigos

Lidando com as perdas

Como nós estamos enfrentamos uma perda de uma pessoa querida? Este é um tema que muitos tentam evitar, mas precisamos encarar algum um dia. Por isso, é sempre importante refletirmos.
A perda de uma pessoa amada é a prova mais dolorosa que nós enfrentamos, e como entender um fato que parece fechar todas as portas à esperança? Como viver sem a presença física de quem tanto estimamos?
Para nós é muito difícil suportar a voz que se calou fazendo um terrível silêncio. É difícil conter as nossas lágrimas diante das fotografias, de um tempo que não retornará mais.
São muitos os questionamentos que nós temos quando perdemos alguém que amamos, porém é necessário também que nós vivenciemos essa dor. É importante chorar nesses momentos.
Mas muitas vezes nos fazemos de fortes, não queremos falar no assunto, nem da perda e nem saudade, e esse sentimento de renunciar à própria dor pode afetar muito o dia a dia.
Quando Jesus chegou ao sepulcro do seu amigo Lázaro chorou. Chorou a perda do seu amigo porque também era uma pessoa, e assim como nós tinha sentimentos humanos. É por isso que Cristo entende as nossas tristezas; Jesus não só chorou pela morte do seu amigo Lázaro, mas choro também ao ver a tristeza dos amigos e das irmãs do morto. A dor daquelas pessoas perturbou Jesus e Ele ficou comovido por essas pessoas.
Jesus conhece nossa dor e nossa tristeza, e Ele nos conforta. Jesus não é um Deus impessoal, que fica longe de nós, Ele chora conosco e nos conforta.
Hoje eu não sei por quem você chora ou sente saudades de alguém que já está junto de Deus. Só quero que se lembre que você não está só. Deus está ao seu lado preenchendo esse vazio que sente pela falta desse ente querido. Ele lhe atribuirá a força necessária para superar essa dor, pois Ele é o seu refúgio e conforto.
Confie no Senhor e peça a Ele que conforte a sua dor, a sua saudade, que suavize o sofrimento e o seu choro.
Carlos Moni
Seminarista

Compartilhe: