quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

Artigos

A incrível Segunda Epístola aos Coríntios

O apóstolo Paulo fez três viagens como missionário do Reino de Deus, passando por Corinto em todas elas, sendo que a primeira foi no ano 50, a segunda no ano 55 e a terceira no ano 56. Vemos em 1 Cor 5,9 que houve uma carta perdida, a primeira que foi enviada àquela comunidade: “Na carta que vos escrevi, recomendei-vos que não tenhais convivência com pessoas dadas à prostituição”. Essa carta se perdeu? Alguns estudiosos sustentam que ela não se perdeu, ela estaria na Segunda Carta aos Coríntios que está na Bíblia, nos trechos de 2 Cor 6,14-18; 7,1.
A segunda carta enviada à comunidade, que virou a primeira da Bíblia, foi escrita em Éfeso, por volta do ano 54, durante a terceira viagem missionária. E a terceira carta enviada à comunidade, que é parte da segunda da Bíblia, foi escrita por volta do ano 55). Alguns estudiosos afirmam que essa carta é composta dos trechos em 2 Cor 2,14-7,4. Nela Paulo se defende, sem, contudo, obter resultados satisfatórios.
Uma quarta carta foi enviada à comunidade por Tito, que é também mediador do conflito, foi escrita no ano 55. Alguns estudiosos afirmam ser esta a carta que Paulo escreveu “preocupado, aflito e chorando” (cf. 2 Cor 2,4). Seriam os trechos que compõem 2 Cor 10,1-13,13. Há outros estudiosos que sustentam que se trata de uma carta anterior que se perdeu.
Uma quinta carta foi enviada à comunidade, também no ano 55. Paulo encontrou Tito numa das cidades da Macedônia (cf. 2 Cor 7,6), talvez Filipos ou Tessalônica, que o informa que o conflito foi resolvido. Ele, então, escreve a carta da reconciliação, achada nos trechos 2 Cor 1,1-2,13;7,5- 16).
Acabou? Ainda não, uma sexta carta enviada à comunidade no ano 55 ou 56, em que o portador da carta é, provavelmente, Tito. Reconciliado com a comunidade, Paulo lhe recorda um compromisso há tempo (cf. 1 Cor 19,1- 4), mas ainda não realizado, ou seja, o compromisso da solidariedade com os empobrecidos de Jerusalém. Esta carta está em 2 Cor 8. Foi escrita em Macedônia. Tito levou na bagagem outra carta sobre o mesmo assunto. Ela se destinava às outras comunidades da Acaia, cuja capital era Corinto. Mais tarde, os coríntios anexaram esse texto estranho, encontrado em 2 Cor 9.
A segunda carta aos Coríntios é uma colcha de retalhos, juntados sem nenhuma preocupação com o tempo, em que se registra um conflito entre Paulo e uma pessoa da comunidade por ocasião de uma visita inesperada, fala do projeto de uma visita que acabou não acontecendo, atesta que Tito foi o mediador do conflito, Paulo recorda os conflitos enfrentados em Éfeso, onde esteve preso por algum tempo e, para finalizar, recorda o mutirão da solidariedade com os empobrecidos de Jerusalém.
O leitor poderá aprofundar seus estudos dessa Epístola no livro do Pe. José Bortolini, “Como Ler A Segunda Cartas Aos Coríntios, da Editora Paulus. História muito bacana, né?

Mario Eugenio Saturno (cientecfan.blogspot.com) é Tecnologista Sênior do
Instituto Nacional de
Pesquisas Espaciais (INPE) e
congregado mariano.

Compartilhe: