sexta-feira, 20 de Abril de 2018

Artigos

Igreja vive a Oitava de Páscoa

No domingo de Ressurreição começou os 50 dias do tempo pascal que terminará com a Solenidade de Pentecostes, que este ano será celebrado no dia 20 de maio. Nesta ocasião, a Diocese de Barretos celebra o seu padroeiro, o Divino Espírito Santo com a Missa da Unidade Diocesana.
A Oitava de Páscoa é a primeira semana destes 50 dias; é considerada como se fosse um só dia, ou seja, o júbilo do Domingo de Páscoa é prolongado durante oito dias. As leituras evangélicas estão centralizadas nos relatos das aparições de Cristo Ressuscitado e nas experiências que os apóstolos tiveram com Ele.
Neste tempo litúrgico, a primeira leitura, normalmente tirada do Antigo Testamento, é trocada por uma leitura dos Atos dos Apóstolos.
O segundo Domingo de Páscoa também é chamado Domingo da Divina Misericórdia, segundo a disposição de São João Paulo II durante seu pontificado, depois da canonização da sua compatriota Faustina Kowalska.
O decreto foi emitido no dia 23 de maio de 2000 pela Sagrada Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, detalhando que esta seria comemorada no segundo domingo de Páscoa. A denominação oficial deste dia litúrgico será “segundo domingo de Páscoa ou Domingo da Divina Misericórdia”.

Compartilhe: