terça-feira, 20 de Fevereiro de 2018

Artigos

Floresça onde Deus te plantou

Nem sempre o solo da nossa vida é o mais fecundo, o mais preparado, o mais regrado. Por certo que muitas vezes parece-nos pedregoso, demasiado seco, infértil ou instável. No entanto, é nele que fomos semeados e, quer concordemos ou não, cabe a nós torná-lo produtivo ou então nos deixar vencer pelas aridez das circunstâncias.
Perseverar, lutar, se reinventar, se superar, tudo isso deve fazer parte de nosso vocabulário diário; escolhermos ser protagonistas, artífices da nossa própria história, personagens centrais e não meros expectadores ou figurantes aguardando os comandos daquele que dirige, sempre prontos a somente obedecê-los.
Florescer onde Deus nos plantou significa esforçar-se por oferecer o que temos de melhor, de mais belo, ainda que as condições não sejam as mais favoráveis. Quantas vezes nos deparamos com pessoas que optaram por serem vítimas; escondem-se atrás das adversidades da vida, culpando tudo e todos pelos seus insucessos e sufocam seus sonhos até que não restam senão lamentações, murmurações e desanimo.
Não são capazes de olhar a vida de outra maneira a não ser pela ótica das dificuldades, dos obstáculos, do impossível. Lamentavelmente, muitos se encontram nessa situação e enterram, diariamente, as infinitas possibilidades de serem felizes e realizadas, pura e simplesmente, por não perceber que o segredo do triunfo não está no que é vantajoso, cômodo, favorável ou propício, mas no esforço e no significado que atribuímos, seja aos acontecimentos mais simples, bem como, aos mais grandiosos.
Trata-se de não nos tornarmos completamente condicionados, não permitir que nos aprisionem, mas transcender, inclusive as nossas próprias regras e limites, em vista do bem que sonhamos e acreditamos ser possível. Façamos de cada dia um recomeço, repleto de oportunidades em número bem maior que os infortúnios e veremos o quanto é mais bela e distinta uma flor que nasce entre as rochas do que num campo florido, dividindo a beleza com centenas de outras.
Fernando Felix Rabelo
Seminarista

Compartilhe: