sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Artigos

Envelhecimento saudável

Olá!
Com o avanço na tecnologia e o acesso a saúde, a população mundial está vivendo cada vez mais e a expectativa é que a maioria de nós vá alcançar o que se convencionou chamar de “terceira idade”. A grande questão não é só chegar lá. É chegar bem. Então, quando deveríamos nos preocupar em como seremos lá na frente?
Os hábitos que cultivamos ao longo da nossa vida são responsáveis por 70% do que vamos colher na velhice (positiva ou negativamente). Os outros 30% são fatores genéticos. Por isso, o ideal é que, desde crianças, tenhamos um olhar voltado para o processo de envelhecimento. Organicamente, é a partir dos 28 anos de idade que o ser humano entra na rota do envelhecimento.
Estudos comprovam que dietas balanceadas com menos carboidratos, mais proteínas e vegetais evitam a obesidade e retardam o envelhecimento. A obesidade implica uma série de doenças que diminuem a longevidade e atrapalha a autonomia em idade mais avançada.
A atividade física tem papel fundamental no prolongamento da juventude – tanto o exercício aeróbico (caminhada, bicicleta), assim como o pilates e a musculação, evitam doenças associadas ao envelhecimento.
O exercício aeróbico fortalece o coração, aumenta o colesterol bom, ajuda a reduzir o ruim, contribuindo assim, para a diminuição do risco de problemas cardiovasculares como o AVC e o infarto. Também reduz a chance de doenças metabólicas como o diabetes. Além disso, estimula a produção de endorfina, substância produzida pelo cérebro ligada à sensação de bem estar.
A musculação e o pilates levam ao ganho de músculos, o que ajuda os idosos a manter a sua autonomia. Conseguem subir e descer escadas, ter mais mobilidade. Conseguem chegar aos 80 anos com condições de vida melhor para fazer suas atividades diárias.
A reposição hormonal não altera o processo de envelhecimento nem influencia a longevidade. Só é indicada em casos específicos.
Portanto, envelhecer é inevitável, mas envelhecer de uma forma saudável é uma escolha pessoal. Como você escolhe?

Compartilhe: