sábado, 21 de julho de 2018

Artigos

E este tal sofrimento?

Afinal de contas, para que serve este tal sofrimento? Uma coisa é certa, na vida, ele é algo corriqueiro e, às vezes, dá até mesmo uma impressão de necessário. Que contraditório. Não fomos feitos para sermos felizes? Então, por que este tal sofrimento tem que aparecer?
Olhando a experiência de vida que vamos tendo ao longo dos anos, notei que o sofrimento tem um lado bom. Vejamos: uma pessoa que ao passar por um sofrimento experimentou a força da fé. Digo por mim mesmo. Quantos sofrimentos já bateram em minha porta! E todas as vezes que fiz deles uma ocasião para reavivar minha fé, sempre eles foram vencidos. Dei-me conta de que o sofrimento nos recorda que somos filhos amados de Deus e se torna uma ocasião propícia para amadurecermos.
No entanto, já acompanhei diversas pessoas que em seus sofrimentos preferiram ou não tiveram forças de fazerem outro caminho, e tentaram resolver a vida com murmurações. Guarde bem isso: a murmuração é o dialeto do demônio! A pessoa que pensa que murmurar, reclamar resolve, se engana. Pelo contrário, se torna uma pessoa cega, amarga, com o coração pesado. Perde a capacidade de resolver todos os problemas da vida, inclusive coisas tão pequenas.
Portanto, quando o sofrimento bater em sua porta, faça dele uma oportunidade para se aproximar de Deus, para revisitar sua fé. Viva a oportunidade de se tornar uma pessoa melhor e risque da sua vida a murmuração.
A lição para a semana: se a vida estiver doendo, dê uma chance para Deus, Ele pode resolver isso, e deixe as palavras negativas de lado, semeie coisas boas. Uma boa e abençoada semana a todos. Deus abençoe!

Padre Thiago Freitas dos Reis
Pároco da Paróquia Bom Jesus

Compartilhe: