terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Artigos

A divisão não é algo divino

Vivemos numa época em que a sociedade está cada vez mais dividida, mais polarizada. Numa perspectiva bíblica parece que cada vez mais retomamos a raiz e causa de todos os pecados da humanidade: a divisão.
No livro do Gênesis temos três passagens que indicam isso, essa raiz do pecado, dentre as quais: A expulsão do paraíso (Gn 3, 23), o episódio de Caim e Abel (Gn 4, 1-16) e a Torre de Babel (Gn 11, 1-9).
Todas essas passagens presentes no Antigo Testamento evidenciam a geração e surgimento das divisões entres os povos e Deus. Então, é no Novo Testamento que o próprio Jesus evidencia e dá um caráter de muita importância à questão da unidade na sua oração sacerdotal, convidando-nos a sermos um, como o Pai e Ele são um (Jo 17,21).
Portanto, bem sabemos que Cristo é o princípio da unidade e fonte da mesma. Então, dado isso, compreendemos que a divisão não é algo que Deus quer presente no meio daqueles que o temem.
Pedro Henrique Lopes
Seminarista

Compartilhe: