terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Artigos

Devemos ser a extensão do amor de Deus

Refletíamos durante essa semana sobre o mandamento do amor dito por Jesus no Evangelho de Marcos 12, 29-31. Depois, então, de compreendermos que o maior ensinamento de Deus é amar os outros como amamos a nós mesmos, concluiremos que esta é uma chave para compreendermos que Deus é o amor.
Toda a Sagrada Escritura, do Livro do Gênesis ao Apocalipse, nos indica que tudo foi feito e tudo tende para o amor: da criação até a Parusia (palavra que indica a segunda vinda prometida por Jesus). Se Deus é amor, Ele realiza somente maravilhas e quer que cada um de nós possa cada vez mais amar como Ele amou!
Essa afirmação de que “Deus amou tanto o mundo que Deus seu filho único para que todo aquele que nele crer seja Salvo” (Jo 3, 16), nos leva a adentrar nesse amor de divino que quer nos salvar, quer fazer-nos participantes do seu reino de amor, de justiça e de paz! Mas todo esse amor de Deus exige de nós uma resposta, e ela se dá através de nossa vivência conforme os desígnios, vontades e mandamentos de Dele.
Que possamos cada vez mais sentirmos esse amor e através disso sermos pessoas diferentes!
Pedro Henrique Lopes
Seminarista

Compartilhe: