sábado, 20 de outubro de 2018

Artigos

A cruz de Cristo não é fracasso

O Senhor nos deu um Espírito de fortaleza, de coragem, de entusiasmo, para que anunciemos a todo o mundo a boa nova: “Eis o vosso Deus”. Mais do que nunca, Ele está operando no meio de nós, realizando suas obras; está conosco, e nós precisamos testemunhar quem é o Senhor.
Já estamos vivendo os tempos de que fala o Evangelho: do surgimento de muitos falsos profetas. E eles estão apontando outros “cristos”, descaradamente. Todos os tipos de filosofia e religião estão prometendo a chegada de “Salvadores”.
Nós, que temos Jesus como Salvador, precisamos dedicar-Lhe nossa vida e amá-Lo. É preciso que nos unamos, mas não em grupinhos separados. Hoje, mais do que nunca, precisamos estar juntos em uma única Igreja, a Igreja de Jesus.
O Pai uniu de tal forma a Igreja e seu Filho, que eles são um só, um único Corpo. Em consequência, não dá para ser de Cristo sem ser da sua Igreja, e vice-versa. O rebanho do Pai precisa de um pastor, e Jesus não poderia estar visivelmente presente entre o povo para sempre.
Ele deu a Pedro Sua própria autoridade. E depois da ressurreição disse ao que O havia negado três vezes: “Tu me amas, Pedro? Apascenta os meus cordeiros…” Pedro era fraco, mas Jesus o escolheu como pedra fundamental de sua Igreja – Igreja una, ungida pelo Senhor, na qual não há divisões.
Jesus ainda não veio para aniquilar o mal porque está esperando nossa conversão; por isso é que Ele até agora se conteve. Mas logo entrará em ação.
O inimigo pensa que irá destruí-Lo, anunciando um outro Cristo, mas tenhamos a certeza: o vencedor é Jesus, que nasceu, viveu e morreu por nós; que em obediência a Seu Pai deu todo o seu sangue para a nossa salvação. A cruz de Cristo não é fracasso, mas vitória e salvação.

Monsenhor Jonas Abib
Fundador da Comunidade Canção Nova

Compartilhe: