quinta-feira, 20 de junho de 2019

Artigos

CONTRADIÇÕES DE UMA CIDADE

Bom Dia Barretos. Nossa cidade sempre foi vista e tida como uma metrópole, se referiam a Barretos como uma cidade progressista. E, não era para menos, já no início do século passado, recebíamos com orgulho a implantação da melhor ferrovia do país, a Cia. Paulista, ligando Barretos a São Paulo com seus vagões pulman, poltronas recostáveis, visão panorâmica, e de contrapeso, leitos e vagão restaurante onde os garçons serviam os clientes com luvas brancas.
Barretos se destacava como capital da pecuária, com o Frigorífico Anglo, abastecendo daqui, o mercado inglês bem como toda a Europa. Temos o Frigorífico Minerva, abastecendo de carne o mundo árabe e exportando carne para dezenas de países.
Barretos se destacava pelas suas exposições de gado, que rivalizando com as de Uberaba, disputava o primeiro lugar. Barretos já de destacou também como maior produtor de arroz, depois algodão, a seguir milho, e finalmente, pelos seus imensos laranjais. Falava-se de Barretos com a boca cheia.
Tínhamos um Jockey Clube com suas imensas raias onde se disputavam vibrantes corridas de cavalo atraindo a população barretense, bem como de toda a região. Temos o maior parque de rodeios, o maior estádio para se assistir as provas, bem como a maior festa do peão do Brasil, que se rivaliza com os rodeios americanos e muitas vezes os suplanta.
Tínhamos o melhor aeroporto do interior, com sua pista perdendo em extensão apenas para Viracopos. Temos um hospital de oncologia, que também se destaca não só no país, como nas esferas médicas internacionais.
Somos também a única cidade brasileira que mudou o traçado ferroviário, construindo um novo traçado, por atuação direta de prefeitura. Fomos admirados pelos belíssimos carnavais de rua que atraiam milhares de pessoas de Barretos e região. Fomos destaque pela implantação da escola vocacional, recebendo um dos cinco prédios construídos totalmente em concreto.
Enfim, Barretos sempre ostentou papel de destaque positivo na mídia nacional. Pena, que agora, nas contradições da vida, a cena se alterou e somos destaque negativo nos mais variados órgãos da imprensa. Holerites premiados, licitações fraudulentas, demissões fragmentadas de funcionários envolvidos, prisões, passou então a ser o destaque, destaque negativo, que não gostaríamos de ter para Barretos.
Quando esse pesadelo vai passar é o que todos perguntam. Somos um povo altaneiro, não nos deixaremos abalar por essa ducha de água fria. Essa nuvem negra passará, e, então logo, logo, retomaremos a trilha do progresso, marca registrada de nossa história.

BOM DIA BARRETOS.

Compartilhe: