segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Artigos

Caspa: mitos e verdades

Uma das maiores reclamações masculinas nos consultórios de dermatologia é o surgimento de seborreia, mais popularmente conhecida como caspa. E os motivos para que a doença apareça são muitos: de fundo emocional até problemas de alimentação. Essas questões causam uma sobrecarga no folículo capilar, fazendo com que a oleosidade natural do couro cabeludo se acumule e de origem aos incômodos flocos brancos. Com a missão de atender a este público, o Doctar*, da Darrow, se tornou um dos líderes de mercado em vendas e em prescrição médica. O produto possui ativos importantes que tratam a descamação e aliviam o prurido.
Hoje, os principais shampoos anti-caspa agem de duas formas: os que possuem substâncias adstringentes que removem o excesso de óleo da região. E os que combatem os microrganismos que se alimentam de gordura e que encontram no couro cabeludo oleoso o local ideal para se proliferar. O shampoo Doctar atua nos dois pontos: elimina as escamas, inibe a sua produção, acalma as coceiras e vermelhidão, além de ter uma ação antifúngica reforçada. E como se suas propriedades farmacológicas não fossem suficientes, ele ainda possui agentes hidratantes e anti-frizz. Evitando assim, o ressecamento dos fios.
Apesar de não causar problemas mais graves, os flocos brancos incomodam pelo visual desagradável e a forte coceira, que pode causar feridas no couro cabeludo. Evitar coçar a cabeça com as unhas ajuda no processo de cicatrização da região e evita mais descamação.
Em casos mais graves ou que envolva doenças hormonais e ou psicossomáticas, o dermatologista por indicar outras opções de tratamento e indicar um médico adequado para tratamento concomitante.

Mitos e Verdades sobre a caspa:

– Lavar o cabelo todos os dias
A quantidade de vezes em que os fios devem ser lavados varia de acordo com a necessidade de cada tipo de cabelo e pele. O ideal é conversar com um dermatologista para avaliar qual é a rotina ideal a ser aplicada. Mas é preciso lembrar que a seborreia é o acúmulo de oleosidade no cabelo e que o excesso de lavagens ou a falta delas podem afetar diretamente o surgimento de caspa.

– Tratamentos
químicos
Produtos utilizados para alisar ou tingir os fios agridem o couro cabeludo e podem causar ou agravar a descamação.

– Lavar o cabelo com água quente
A alta temperatura aumenta resseca o couro cabeludo, fazendo com o que folículo produza mais oleosidade e essa sobrecarga é uma das razões da caspa. O mesmo vale para o uso contínuo de secadores de cabelo.

– Uso de bonés e
chapéus
Abafar a região não é uma boa ideia, porque aquece o folículo capilar, assim como água quente e secador de cabelo. O uso de bonés e chapéus não é proibido, mas usar todos os dias agrava o aparecimento da caspa.

– Usar óleo de oliva e vinagre
Colocar mais óleo no couro é quase um crime dermatológico. Além de aumentar a quantidade sebácea na região, ele pode obstruir os poros e piorar tudo. Evite usar receitas caseiras, já que elas podem agravar o problema.

Compartilhe: