terça-feira, 17 de setembro de 2019

Artigos

Campanha da Mãe Peregrina abre Ano Jubilar de 70 anos

Ontem, a Campanha da Mãe Peregrina, conhecida também como Mãe Rainha, deu abertura, no Brasil, ao Ano Jubilar dos 70 anos com o “Ano João Possobon”. O lema jubilar é “Entendi a missão e por ela minha entrega foi total”.
O movimento, cuja imagem da Mãe e Rainha de Schoenstatt visita há 69 anos famílias, presídios, hospitais, escolas dentre outros, em mais de 200 países, surgiu no Brasil por iniciativa de João Luiz Pozzobon, diácono e pai de família, que atualmente tem seu processo de beatificação aprovado em sua arquidiocese e em análise pelo Vaticano.
Cerca de 16 milhões de brasileiros recebem a visita da Mãe Peregrina de Schoenstatt todos os meses – o que representa 13,6% dos católicos no Brasil e, incluído nisso, também estão muitos que não são católicos e a acolhem em seus lares.
O Ano Jubilar quer recordar a vida e a missão de um homem simples, semianalfabeto, mas que conquistou o mundo por seu exemplo de profissional, esposo, pai e apóstolo cristão comprometido com os mais necessitados. Partindo do Santuário da Mãe e Rainha, João caminhou 140 mil quilômetros com a imagem de Nossa Senhora, levando as graças de Deus, por meio de sua “Peregrina Original”. Assim, ele ampliou o espaço do Santuário, fazendo dele um lar espiritual para uma multidão de pessoas.
A Campanha da Mãe Peregrina está presente em quase todas as dioceses do Brasil e quer contribuir com a Igreja nas suas ações missionárias. Em todo o território nacional são mais de 140 mil imagens peregrinas da Mãe e Rainha de Schoenstatt conduzidas aos mais diversos lugares, por meio dos leigos de todas as idades, ajudando a Igreja a estar sempre no meio do povo. Há 69 anos, é a expressão viva de uma ‘Igreja em Saída’, como pede o Papa Francisco.
O Diretor Nacional do Movimento Apostólico de Schoenstatt, Pe. Ivan Simicic, comentou sobre a beatificação do Servo de Deus João Pozzobon. “Sua causa de canonização encontra-se em fase adiantada em Roma e esperamos que, muito em breve, como primeiro membro da família de Schoenstatt do Brasil, seja elevado à honra dos altares. O Ano João Pozzobon nos desafia a colaborar e participar deste processo”.

Compartilhe: