sexta-feira, 20 de julho de 2018

Artigos

Aprender a não remoer o passado

Já é comprovado cientificamente que viver do e no passado não acrescenta nada! Mas ainda existem muitas pessoas que insistem em viver de coisas, fatos, sentimentos que já se foram e não voltarão mais. Pessoas assim vão amarrando suas vidas a seguranças ou frustrações que não levarão a lugar nenhum, e o pior, não conseguem recomeçar.
Quantas vezes nós mesmos não nos pegamos remoendo mágoas, frustrações que nos afligiram? Se deixarmos essas coisas criarem raízes em nosso coração, perdemos a capacidade de recomeçar, de oferecer o perdão, de virar as páginas de nossa vida e matamos as pessoas dentro de nós. Quantas famílias, amizades, pessoas desfeitas por conta disso? Quantos dias felizes não nos foram tirados por termos essas marcas no coração? E aívale a pergunta: há alguém “morto” no seu coração, na sua vida? Há filhos que “mataram” seus pais e há pais que “mataram” seus filhos; há esposas que “mataram” seus maridos e vice-versa. Vamos criando um pequeno cemitério dentro de nosso coração. Como ser feliz carregando tudo isso? Como continuar a vida, nossos sonhos com um fardo tão pesado?
Por isso, o melhor caminho é o recomeço. Deixarmos de viver de passado e aprendermos a escrever um novo final. É menos doloroso perdoar do que carregar a falta de perdão, a amargura. Perdoar, recomeçar, não é atitude de gente fraca ou boba, mas um ato de coragem e fé, gesto de quem tem pressa em ser feliz, em correr atrás de seus sonhos em ver a vida voltar a sorrir. Não percamos tempo, deixemos o passado para trás e construamos uma nova história. Isso não é amnésia, mas sim, maturidade para compreender que nas adversidades a vida deve continuar.
A lição da semana é pararmos alguns minutinhos e olharmos para dentro do nosso coração e vermos se não há situações, pessoas que precisem do nosso perdão, do nosso recomeço. Uma feliz e santa semana. Deus te abençoe!

Padre Thiago Freitas dos Reis
Pároco da Paróquia Bom Jesus

Compartilhe: