quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Artigos

A VOLTA

Bom Dia Barretos. Só posso aplaudir, e aplaudir de pé, a volta da confiança no futuro de nosso país. Com a eleição de Bolsonaro e as primeiras medidas anunciadas, um clima de euforia tomou conta da comunidade empresarial e então, o país foi surpreendido com a Bolsa de Valores brasileira fechando o pregão na máxima histórica, a queda do dólar e o anúncio de vários novos investimentos no país. Com eles, o inevitável aumento de empregos e de rendas, o aumento significativo da receita do governo, aliviando o caixa da União e facilitando a implementação da queda de juros e diminuição de impostos.
Por outro lado, a Toyota anunciou investimentos de 1 bilhão de reais no país, em Indaiatuba, onde produzirá a nova geração do Corolla, enquanto uma empresa suíça, anuncia investimentos de R$ 150 milhões em Pouso Alegre e a Havan confirmava investimentos de R$ 500 milhões, na abertura de 20 novas lojas, sendo uma em Barretos.
A fusão de ministérios, com a previsão de redução de seu número de 29 para 15, promessa de campanha do presidente eleito, a indicação de Paulo Guedes para a Fazenda, confirmando o anunciado em campanha e concentrando em suas mãos também, o ministério do Planejamento Desenvolvimento e Gestão, e o da Indústria, Comercio Exterior e Serviços, corrige divergências frequentes e que atrapalhavam decisões importantes em governos passados.
Com isso, concentra em suas mãos a geração dos recursos, a sua destinação orçamentária bem como sua liberação, acabando com as frequentes quedas de braço de outros governos. Caberá também a ele modificar o sistema tributário, a estrutura da elaboração orçamentária, promover privatizações e reduzir barreiras do comércio exterior.
Já a confirmação de Sergio Moro no ministério da Justiça confirmou o discurso de Bolsonaro de combate à corrupção que campeia solta na vida pública e empresarial brasileira. Ao concentrar em suas mãos o ministério da Justiça, a segurança pública, a Polícia Federal, o Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), bem como a transparência e Controladoria Geral da União, garante-lhe os instrumentos necessários para a tomada de decisões a respeito do efetivo combate ao crime organizado e à corrupção, tudo dentro dos preceitos constitucionais.
Começa assim, Bolsonaro a mostrar coerência, entre o que propunha fazer durante a campanha e as medidas iniciais que está tomando após o resultado eleitoral.
Novas fusões e novos nomes serão anunciados em sequência. Uma aragem de confiança, fruto das medidas iniciais já anunciadas, passou a varrer o Brasil, de norte a sul, garantindo a volta de dias de pleno emprego e de segurança individual e coletiva, para a nossa sociedade.
Claro que críticas surgirão contestando as indicações, críticas até virulentas poderão partir de uma oposição doentia, que longe de pensar nos destinos da pátria, preferem olhar apenas para seus umbigos e seus interesses pessoais e grupais, longe de pensar nos destinos da nação. Tenham certeza o Brasil mudou, e mudou para melhor.

BOM DIA BARRETOS.

Compartilhe: